Energy Report de Fevereiro está disponível

Publicação – 02.03.2019

Neste editorial a PSR analisa a atual metodologia de alocação de perdas no sistema de transmissão brasileiro, que não captura características importantes da contribuição locacional de geradores e demandas, com impactos comerciais importantes, e propõe uma metodologia que capturaria estes aspectos.

Na seção regulatória deste mês discutimos a primeira fase da Audiência Pública nº 059/2018, em que a ANEEL propõe a troca do atual modelo de tarifa monômia volumétrica por um modelo de tarifa binômia, na qual os valores cobrados dos consumidores levam em conta outra grandeza além do consumo de energia.

Na seção de Recursos Hídricos e Meio Ambiente apresentamos a metodologia utilizada pela PSR para simulação horária de renováveis através do programa RPS (Renewable Power Simulator), desenvolvido pela PSR.

Na seção internacional comentamos inicialmente sobre a realização do primeiro leilão de renováveis da Colômbia e, em seguida, sobre como conciliar os custos legados e as energias renováveis, ilustrando casos da Inglaterra, México, Brasil e Espanha, já que a principal razão para o consumidor final não se beneficiar da redução do custo da energia nova são os custos legados.

Esta edição também apresenta o balanço atualizado de demanda e oferta estrutural de energia para os próximos anos, incluindo nosso tradicional atrasômetro.

Para mais informações, acesse Energy Report.