Rafael Kelman participou do painel Integrated Energy Planning no Congresso Mundial de Hidreletricidade do IHA em Paris

Publicação – 27.05.2019

A apresentação tratou do papel das hidrelétricas na inserção de fontes renováveis e de experiências internacionais (Gabão, México e Colômbia) com o uso do Software HERA em parceria com a The Nature Conservancy. A mesa contou ainda com a participação de representantes do IRENA, WWF, REN21, IFC, o ministro do Gabão de águas e energia e Rafael Kelman representando a PSR. O Congresso do IHA, que aconteceu em Paris entre os dias 14 e 16 de maio, teve painéis sobre papel das hidrelétricas na penetração de renováveis e necessidade de estudos integrados. Houve ainda bastante discussão sobre financiamento de projetos, inclusive pela emissão de green bonds. O planejamento do desenvolvimento de hidrelétricas com minimização de impactos sociais e ambientais foi recorrente, assim como a gestão da sustentabilidade - temas bastante relacionados ao modelo HERA desenvolvido pela PSR. Houve também bastante discussão sobre o papel de usinas reversíveis (pump-storage hydro) com aplicações reais em países como Portugal e Israel, e também sobre uso de sistemas de geração de energia solar flutuante no reservatório de usinas reversíveis. Os impactos de projetos em áreas indígenas foram abordados em um painel específico com a presença de representantes dos Mundurukus. A modernização e "digitalização" de usinas hidrelétricas foi também discutida. Itaipu, por exemplo, anunciou uma completa digitalização de seus sistemas auxiliares. Por último, como não poderia deixar de ser, no Congresso discutiu-se muito os impactos das mudanças climáticas sobre as hidrelétricas.