Energy Report de Novembro está disponível

Publicação – 11.12.2018

Neste editorial, mostramos que o crescimento exponencial das renováveis requer aperfeiçoamentos das metodologias de planejamento da expansão. Estes avanços já foram aplicados em estudos na Argentina, Chile, Bolívia, Brasil, Colômbia e Peru. O estudo do Brasil mostra que o incremento das eólicas na região Nordeste cria um “armazenamento virtual” que ameniza a redução dos reservatórios hidrelétricos.

Na seção Regulatória comentamos duas novas medidas provisórias e um decreto publicados recentemente.

Na seção de Recursos Hídricos e Meio Ambiente tratamos do relatório do IPCC, que propõe um novo limite para emissão de gases de efeito estufa, e destacamos como o Brasil pode fazer sua parte no combate ao aquecimento global face a nova proposta do IPCC.

Na seção internacional discutimos o funcionamento da plataforma de comercialização P2P, mais conhecida como Uber ou Airbnb da eletricidade, que vem sendo implementada em muitos países, como Reino Unido, Estados Unidos, Holanda, Alemanha e Austrália, tendo em vista a quantidade cada vez maior de energia distribuída sendo conectada à rede e de consumidores proativos (‘prosumidores’) no mercado.

Esta edição também apresenta o balanço atualizado de demanda e oferta estrutural de energia para os próximos anos, incluindo nosso tradicional atrasômetro.

Para mais informações, acesse Energy Report.